Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O dom da vida

Quando se rompe a platitude,
Belo, o mundo se nos apresenta de repente.
E o olhar alcança a infinitude
Da vida, além dos óbices, contente;

Posto que o ato de fechar/abrir
O entusiasmo é simples questão de atitude;
Como a força que se faz, amiúde,
Para chorar e/ou sorrir.

Sobretudo, quando ao derredor
Do cotidiano, há jardins e rosas a florir
E cá dentro, pulsar plausível do amor

Escancara, refletido em gestos mínimos,
Que aos quatro cantos reverberam.
Só por isso o dom da vida já é lindo.
Cid Rodrigues Rubelita
Enviado por Cid Rodrigues Rubelita em 31/08/2006
Código do texto: T229696
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cid Rodrigues Rubelita
Curitiba - Paraná - Brasil
146 textos (4844 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:47)
Cid Rodrigues Rubelita