Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sentimento

Não contemplo maio beleza que não a sua
Que mais bela tristeza em mim criara
Pois tem em mim a tristeza que dura
no infinito do seu belo olhar.

Contemplo mesmo assim o infinito
invisível legado nas minhas lembranças.

Não. Não há mas bela insônia de amor
no vil sofrível das minhas angústia.
Angústia de amar o desprezo que bem me faz.
De sentir a fantasia contida no sudito do teu amor.

Como o súdito do meu desprezível sentimento,
Fanátizo a louca fantasia que nos sentimentos acontecem,
Mas, não satisfaz além do que me machuca.
E mesmo assim, satisfaço essa ilusão
Que dissolve mas solidifica o meu sentir.
CALIXTO
Enviado por CALIXTO em 01/09/2006
Código do texto: T230248

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CALIXTO
Itagi - Bahia - Brasil
222 textos (11576 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:35)
CALIXTO