Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRAS DE UM POETA AFRICANO

*********************************************************


Meus caros irmãos:

Quando nasci eu era negro,

Agora cresci e sou negro,

Quando tomo sol fico negro,

Quando tenho medo fico negro,

Quando estou doente fico negro,

Quando morrer ficarei negro.

E você homem branco,

Quando nasce é rosa,

Quando cresce fica branco,

Quando toma sol fica vermelho,

Quando sente frio fica roxo,

Quando sente medo fica verde,

Quando está doente fica amarelo,

Quando morre fica cinza.

E ainda tem coragem de me chamar de homem de cor!?




Luciano Edipo Pereira da Silva

NOTA: Poema que encerra grandes verdades e sentimento poético.

Você, leitor que dispõe de Internet, por que não envia este poema para os seus amigos e conhecidos. Quem sabe um dia, nós humanos ficaremos melhores e não sofreremos tantas mutações em nossa epiderme, permanecendo íntegros, tal como nascemos, aqui e no mais além...

Walter José De Faé (De Faé) 

Colaboração recebida de  
1RubraRosa1 < mariamirian@hotmail.com >
por email

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 07/09/2006
Reeditado em 10/09/2006
Código do texto: T234773
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173683 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:37)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor