Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Invernos secos

Invernos secos,
Mãos frias e pálidas ansiando
O amanha.
Pronuncio os detalhes, enquanto me dizes
Coisas que já sei.
Sei de um amor eterno, etéreo, excelente...
Enquanto tenta convencer-me disto.
Eu só queria soltar as mãos num vôo de bicicleta,
Mas prende-me em esperas e sugestões.
Tento alcançar teus pensamentos...
Mas fazes questão de deixá-los mais distantes.
Canso-me de ouvir juras
Mas persegue-me com teus carinhos e palavras,
Irresistíveis
O que posso eu fazer se teus beijos
Oferecem-me segurança e doce abrigo?
O que posso dizer quando tuas palavras
São jardins em meu ser deserto?
O que posso esperar de um inverno..
Custoso a acabar, porém eficaz em dizer-te,
Que preciso do teu sorriso,
Para aquecer meus laços de amor?

Samene Batista
Enviado por Samene Batista em 20/09/2006
Código do texto: T245300
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Samene Batista
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 29 anos
6 textos (666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:27)
Samene Batista