Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MELODIA DO AMOR
Guida Linhares

Não saberia dizer,
porque às vezes falta nas criaturas
a capacidade para amar
infinitamente
apenas uma só pessoa,
talvez por medo da entrega absoluta.

Hoje em dia dizemos aos amigos(as)
"eu te amo"
e soa forte dentro de nós,
toda esta ternurosa frase.

Mas se vacilamos em dizer
"EU TE AMO"
ao amado(a) do coração,
como desejar ouvir o seu canto
mais harmonioso,
vibrando sonoro em nossas almas?

Neste vai e vem de anseios ambíguos,
o tempo vai passando velóz;
e a hora tão almejada,
vai se perdendo pela estrada.

E quando a criatura se dá conta,
o amor passou ao largo,
cansou de esperar a doce melodia,
que não contemplou a ambos.

Na velocidade do tempo,
ontem deixaste passar,
hoje não disseste EU TE AMO,
amanhã poderá ser tarde demais.

A doce melodia do amor
se faz no cotidiano amoroso,
quando ambos sentem-se
infinitamente solidários e felizes.

Santos/SP/Brasil
19/09/06


&&&



Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 21/09/2006
Reeditado em 23/01/2012
Código do texto: T245339
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Guida Linhares www.guidalinhares.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:05)
Guida Linhares

Site do Escritor