Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

caderno cor de laranja

Despeja-se em dois
cai de lado, mas nunca se encontram
controlam, respiram
lado do lado
afanando contigentemente
sem entrelaçar-se
grundam-se
mas não a beija
a deseja
é possuído pela fome do desejo
castigando os lâmpejos
despeja-se em grão
na ira do amor
na loucura da paixão
na ensensatez da solidão
no rabisco de carvão
em chão de lucidez
olham-se, se fazem-se
por fazer amor
enxergando o lado íngreme da alma
saltos baixos
altas descobertas
escritas nas entrelinhas
das minhas esperanças
todas conflitadas no meu
caderno cor de laranja.
























 
Gustavo Leite
Enviado por Gustavo Leite em 21/09/2006
Código do texto: T245608

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (pituca). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Leite
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
20 textos (816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:07)
Gustavo Leite