Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Incessantemente pergunto

Incessantemente pergunto ao meu eu

NÃO PERGUNTE... eu

por que não dar uma chance

já esta dando... eu

a esse amor que chegou

e não vai embora... eu

sem pedir nada em troca

isso é verdade... eu

a não ser meu carinho, meu calor e amor,

já percebo e sinto... eu

se é que tem algum valor...

todos temos um valor... eu

Começo a perceber

Eu já percebi há muito tempo rs... eu

que minha chance para ser feliz é agora

A minha também... eu

com você "Guto Rocha Maia"

Com você Patrícia... eu

e se um dia

Que dia?... eu

tivermos outra percepção

Nem passa pela minha cabeça... eu

que estes momentos

Já são... eu

sejam eternos

Mais que isso... eu

e imensuráveis

Não tem nada que possa medir... eu

em nós.

Pra toda eternidade amor... eu

Paty (20/09/2006), para Guto
Guto
Enviado por Guto em 21/09/2006
Código do texto: T245841
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guto
Guara I - Distrito Federal - Brasil, 42 anos
23 textos (1151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:13)
Guto