Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Madrugada

Deitada em lençóis macios
acordo na madrugada procurando
pelo teu corpo
assim...ao meu lado

No quarto, a brisa que entra pela janela
não é capaz de baixar
a temperatura do meu corpo
que parece arder em febre

O perfume das flores que vem do jardim
não disfarça o meu próprio perfume
aquele que deixo impregnado em teu corpo...
em tuas mãos

Mãos que agora passeiam
em caminhos já conhecidos
mas sempre provocando arrepios...desejos...
fazendo gemer

Teu corpo sobre o meu
mãos que seguram as minhas
tua boca que me cala num beijo
cheio de malicia

E sussurra em meus ouvidos
as tuas vontades
que eu cumpro todas
te levando ao delírio

E você se encaixa entre as minhas pernas
nossos corpos colados
o suor se misturando
palavras sem nexo
bocas que se procuram
gemem
o grito de prazer
o gozo paralelo
nossos corpos que estremecem

A volta a realidade
o abraço que relaxa
e vai colocando no ritmo
o coração descompassado
corpos exaustos
que se entregam ao sono
apesar do dia amanhecendo.

24/09/2006
Kathita
Enviado por Kathita em 24/09/2006
Reeditado em 21/11/2006
Código do texto: T248414

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kathita
Valinhos - São Paulo - Brasil
179 textos (9230 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:27)
Kathita