Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

primavera de hoje

Agrupo-me, em assoalhos
de peças douradas
brilha como um farol
de costumes frouxos
atabalhoando o amor que virá
ensinar-me o sentido da vida
        ternura
        entrega
exasperando o lado negro
intensificando o lado azul
        deixe
mas ficam as palavras
boas, são os encontros
agrupo-me, em relíquias
não sombrias do logradouro
chamado amor
esquivando-me ligeiramente
         do
        medo
         de
amparar-me na palavra
fria: adeus
encrespando outrem
só o amor, liberta o amor.        
Gustavo Leite
Enviado por Gustavo Leite em 29/09/2006
Código do texto: T252180

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (pituca). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Leite
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
20 textos (816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:35)
Gustavo Leite