Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não há mais tempo

Há mais de mil destinos em cada esquina,
Há quase mil motivos para a gente ignorar
a corrida contra o relógio,
o que não dá para evitar
o que não se pode escolher.
Não quero jogar fora o pouco tempo que nos resta,
não adianta reclamar,
nos resta aproveitar, antes que seja tarde,
um momento apenas...ou uma vida inteira para se arrepender.
Águas vão rolar, o tempo vai passar...
...vida a fora... noite a dentro...
Na hora certa, num certo lugar
Tu me encontrastes de mãos vazias
E eu te encontrei na contramão.
Entre a minha boca e a tua
há tanto tempo, há tantos planos,
nossos sonhos são os mesmos há tanto tempo,
mas não há mais muito tempo para sonhar.
Você sabe o que quero dizer, e sabe que:
amar e mudar as coisas me interessa mais, muito mais!
Mas desate o nó que nos uniu
(seria engraçado se não fosse triste),
pois eu preciso ir embora, agora.
Não foi assim que eu sonhei a nossa vida,
a despedida seria:"até logo mais",
Mas a vida não permite ensaios...
Eu posso estar completamente enganado
Eu posso estar correndo pro lado errado,
Mas "a dúvida é o preço da pureza
E é inútil ter certeza."
Talvez,um dia desses,
num desses encontros casuais,
Talvez eu diga, meu amigo,
Pra ser sincera, prazer em vê-lo
Até mais...
É sempre mais fácil dizer adeus
Quando não há nada mais pra se dizer.
Agora vou embora,
chegou a hora e nós não temos mais tempo.
Não fique esperando o telefone tocar,
faça algo por você.
Meu amor, nosso amor no museu de cera ficará.
Será meu amor para sempre,
mas a escolha foi minha,
e eu não escolhi você...
É tão difícil dizer adeus...
Não há mais tempo para aproveitar.


--> Inspirada em algumas músicas dos Engenheiros do Hawaii.
Polar
Enviado por Polar em 30/09/2006
Código do texto: T253203
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Polar
Santa Maria - Rio Grande do Sul - Brasil, 29 anos
78 textos (5807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:05)
Polar