Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Arte de Amar

Há dias em que o Sol nem aparece
Há dias em que eu nem te vejo
E com isso nosso amor se arrefece
Acredite em mim, não é isso que eu desejo.

Desejo Sol e luz todos os dias
Desejo amor e muitas alegrias
Desejo que ele nunca se feneça
Desejo que nenhum outro amor apareça.

Hoje ao acordar vi nuvens escuras
E caminhando percebi que iria chover
Longe de você sinto falta de suas ternuras.

Mas o que posso fazer?
Tiraram minha espada e minha armadura
Dessa maneira não poderei vencer.

                   --//--

O arco-íris surgiu de uma tempestade
A mentira surgiu de uma vaidade
O rancor surgiu de uma falsidade.

O choro surgiu de um sofrimento
O amor surgiu de um terno sentimento
A confiança surgiu de um entendimento.

E nosso amor donde surgiu?
E aqueles ciúmes? Quem o destruiu?
E aquela paixão? Quem a consumiu?

                   --//--

Dias de Sol
Dias de chuva
Que seja no arrebol
Que seja no meio da chuva
Eu te amarei até quando houver dia.

01/10/02
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 01/10/2006
Código do texto: T253649
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1432 textos (42634 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:42)
Miguel Rodrigues