Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morada

Na tristeza fiz minha morada...
Como quem se retira
para uma longa temporada de inverno
Tentei agasalhar meu coração,
Cobri meu rosto para que as lágrimas
Corressem sem ninguém perceber.
Enfrentei demônios e perigos
O perigo de ser tragada pela escuridão
da noite,
de ser levada pela solidão do dia...
Na tristeza fiz minha morada,
Como quem constrói uma casa na colina,
Onde ninguém chega...
Inacessível ao viajante comum...
Onde as flores não brotam,
E o único som que quebra o silêncio,
É a batida do meu coração,
Esperando você voltar.
Telma P Camargo
Enviado por Telma P Camargo em 02/10/2006
Código do texto: T254838
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Telma P Camargo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
7 textos (292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:00)
Telma P Camargo