Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Eu pensava assim"

Evaldo da Veiga


Que a minha Rua era a mais bela do mundo
Durante muito tempo eu nunca conheci outra Rua
Na minha vivi os meus seis aninhos de sonhos
Não tinha asfalto, era chão
Mas também não tinha poeira subindo
Porque raramente passava automóvel
E as carroças eram lentas, não levantavam poeira
À noite um lampião de querosene
Mas com vidro belga, projetava um lindo clarão
Brincadeira de roda, cantigas, muita alegria
E o sorriso da Lairzinha que me sorria vigiando
Nossa posição na Roda foi sempre à mesma
De mãos dadas um ao lado do outro
Éramos felizes porque gostávamos do que tínhamos
Gostávamos a tal ponto, que sequer
Pensávamos em querer além
O mundo éramos nós dois, nem mais nem menos
E nos víamos ao acordar, e ao longo de todo o dia.
Assim era a nossa vida que se foi.

evaldodaveiga@yahoo.com.br
Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 04/10/2006
Reeditado em 27/04/2011
Código do texto: T256557

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:30)
Evaldo da Veiga