Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As brumas que o vento espalha...

O universo dos seus sentimentos
É um mar tão denso!
Quem ousa navegar?

Mas as brumas que o vento espalha,
Na calçada dos detritos vaporosos e salubres,
Têm o gosto do amor, que me encoraja
A um mergulho nessas águas desconhecidas.

E, feito navio
Num ínfimo ponto do oceano infinito,
Com uma curiosidade bussolar,
Eu tento me orientar.

Aonde levar os meus tesouros das Índias;
Onde enterra-los, guarda-los e sepulta-los
Se o mapa do meu ser está de cor e salteado
Na ponta de sua mordaz língua?

No porto das estrelas
Você me espera, de braços abertos
E com os olhos incertos
De pranto e solidão.

A cúpula noturna não lhe é segredo.
Ás vezes até me perco,
Mas a rota das estrelas
Sempre me acompanham.

E com os seus pequeninos dedos,
Ao toque mágico dos nervos,
Constela-se o caminho,
Resolve-se o meu inconstante bussolar.

Quando os ventos desaparecem
O medo de não chegar me apodera.
Olho para o alto e contemplo o universo de seus sentimentos;
Meu Deus, como é imenso!

Mas, logo muda o tempo,
E as brumas que o vento espalha,
No alvoroçar eterno das ondas,
Guardam o sabor do seu beijo...
Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 08/10/2006
Reeditado em 08/10/2006
Código do texto: T259570
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:46)
Mar de Oliveira Campos