Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destóia

Rasguei o meu verbo
debulhei-me em palavras
cacarejei o meu canto
pulei a dança
bebi o vento
sorri o lamento

Me embriaguei de amor
esqueci o óbvio
anestesiei a dor
busquei a morte
amaldiçoei a sorte
estapiei a vida
distorci o certo

Explanei besteiras
denominei-me poeta
desrimei os versos
desencadeei ilusões
cremei a flor
retruquei ao vento

Dizimei os castelos
desenterrei a alma
apunhalei o tempo
quebrei as regras
me alimentei de vida.
Poeta Edson Silva
Enviado por Poeta Edson Silva em 12/10/2006
Código do texto: T262321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Edson Silva
Salvador - Bahia - Brasil
5 textos (1471 leituras)
5 áudios (1185 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:26)
Poeta Edson Silva