Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Triste Esperança

 
 
Tanta saudade nesses versos tristes
e o amor persiste, não posso evitar!
A porta aberta desde que partistes,
tola esperança de que vais voltar.
 
Vago em silêncio na noite sem graça
pela mesma praça onde te encontrei;
a solidão aumenta e o tempo passa,
promessas esquecidas que acreditei.
 
Indiferente, ignoras as flores do caminho
que com ternura meu amor te ofertou...
dias sombrios vão marcando meu destino,
cruel herança que a vida me legou.
 
Cada linha que existe em minhas mãos.
mesmo um leigo consegue decifrar,
todas conduzem a um mar de ilusão
e a certeza que sempre irei te amar.
 
O mundo gira sem que eu possa perceber
tal qual fumaça que se perde pelo ar,
faço da poesia minha razão de viver,
buscando em cada verso te encontrar...
 
Relembrando apenas os bons momentos
que apaixonado estive ao teu lado,
esqueço-me do teu adeus todos tormentos,
perdoando por amor os teus pecados.
 
Mantendo a chama da ternura aquecida
e as rosas que com carinho cultivei,
vou regando o jardim de nossas vidas,
porque de ti, jamais esquecerei.

Para prestigiar com sua inestimável visita o site do autor, acesse:
www.LuzdaPoesia.Com
FalcaoSR
Enviado por FalcaoSR em 17/10/2006
Reeditado em 08/04/2010
Código do texto: T266735
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Triste Esperança - FalcaoSR
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FalcaoSR
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
202 textos (26765 leituras)
7 áudios (1511 audições)
8 e-livros (331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:06)
FalcaoSR