Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando descobri


Ele já estava ali, e só eu não o tinha
Via um olhar que me tocou a alma em um instante
E por aquele instante até pensei...
Que poderia brincar de esconde-esconde
E encurva-lo até não me achar
Gritando por não poder enxergar
Confesso até que não levei-o a sério
E deixei-o que chorasse por dentro a minha alma
Como uma nódoa em meu corpo cego
Por um abandono de um engano eterno
Por mais que seu doce me alucinasse
Não permitia-me que me embalasse
As vendas não se rasgavam sozinhas
E chorava por um instante sem fim
E sorria pelas cócegas de tê-lo em mim
Foi quando parei por um tempo sabido, achado
Dexei-o que me levasse desordenado
Acordei sem respirar pensando
È, acho que estou amando!

Fabiana Alcântara
Enviado por Fabiana Alcântara em 18/10/2006
Código do texto: T267059
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fabiana Alcântara
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 32 anos
10 textos (334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:47)
Fabiana Alcântara