Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIM DE TARDE

Deitada na rede eu assisto a tarde morrendo.
Ouço uma música suave e num som bem baixinho.
Parece que alguém me faz um carinho.
Ninguém.
É só o vento.
Vôo com o pensamento.
Para um dia tão distante deste.
Para uma tarde em que eu ia ao teu encontro.
O dia estava morrendo.
E meu coração pulava como cavalo selvagem no peito.
No mundo eu não via defeito.
Ia te ver, ia.
Que alegria teus olhos me percorrendo.
Teu beijo, tuas palavras.
Agora o silêncio e a tarde que parece morrer comigo.
Quero de volta aquele dia.
Quero de volta a alegria.

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 19/10/2006
Reeditado em 01/04/2011
Código do texto: T268591

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4040 textos (78117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:38)
SONIA DELSIN