Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Caminho de Alcobertas



« A poesia não é um dialecto
Para bocas irreais…»
José Gomes Ferreira

Aqui:

Onde sempre irrompem
os primeiros acordes
da Primeira Sinfonia de Mahler
o  incansaço das luas despidas
devaneia no teu regaço.

Tocas na vida, a fúria de esquecer
o sentido dos dias ferrugentos.

Andas nesta rua com olhos deslumbrados
roçagando palavras no  musgo
que torna o mundo mais lúcido

Como se fosses pedra.
Granito com sonho de dar à chuva
a alegria varonil de quem ama


Manuel C. Amor
Março 2006

Manuel C Amor
Enviado por Manuel C Amor em 20/10/2006
Código do texto: T269386

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manuel C Amor
Horta - Açores - Portugal
46 textos (681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 06:53)
Manuel C Amor