Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olhos escuros

A esses olhos escuros, frestas da alma,
Dedico este corpo raso, que do espírito se afunda
E da piscina etérea mergulha no mundo, chão de quem ama,
Pra sonhar o real e desdormir o sono!

Tua mão interpela o espaço e ele lhe responde,
É como se a vontade de tudo fosse a tua ânsia
E teu gesto gerasse o nascer da força,
A identidade do novo, a fluência das coisas.

Quem move meus pés, senão os passos do destino,
Que acumula o meu futuro,
Que planeja o meu acaso
E anda o meu caminho enquanto passeio em teus atalhos!
Gabriel Calixto
Enviado por Gabriel Calixto em 24/10/2006
Código do texto: T272735
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel Calixto
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
13 textos (1103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:55)