Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Com amor no olhar

Ao teu ouvido digo, meu amado,
que um sentimento, embora nos encante,
soçobra amargo se no peito amante
em regas certas não for cultivado.
 
A voz que toca ouvidos em surdina
ou, tresloucada, geme de prazer,
encanta o ato e, mesmo sem querer,
é luz que ofusca a cena que domina.
 
Toda a ternura que o cantar desperta
(do azul coral que se supõe divino)
aplaude o sonho e o querer liberta.
 
E, nessa hora, o canto se faz hino,
clamando ao tempo em prece quase certa
que exista mesmo esse tal "destino".
Cleide Canton
Enviado por Cleide Canton em 24/06/2005
Código do texto: T27317
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cleide Canton
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (3241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:15)
Cleide Canton