Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nosso amor

Nosso amor é proibido,
Por isso dói tanto ter de te ver
E apenas te querer
Na dolência amarga das horas.

Nosso amor é belo
Apesar dos descontínuos caminhos
Que traçamos separados
Para ficarmos unidos como namorados.

Nosso amor inexiste
Aos olhos do mundo claro,
Mas soturnos como criminosos
Entregamos-nos a nossos desejos.

Nosso amor é insano
Por sabermos da periculosidade
De sermos descobertos
E para sempre sermos condenados.

Nosso amor é insalubre
Apesar de nos remediar
Do vazio velado em nosso peito
Que insiste em nos prender sem atar.

Nosso amor é crime
Portanto agimos como bandidos
Banidos da sociedade,
À margem dos nossos quereres.

Nosso amor é risco
E por mais que seja preciso
Mentirmos para nós mesmos
Confirmamos nossa verdade.

Nosso amor é ilícito
E mesmo assim insistimos
Em negar seu perigo
Buscando no beijo consolo.

Nosso amor é puro
Apesar dos desconfortos
Vivemo-lo como loucos
A cantar ao mundo feito tolos.
Alberto da Cruz
Enviado por Alberto da Cruz em 26/10/2006
Código do texto: T273693

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite Alberto da Cruz e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alberto da Cruz
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
201 textos (24138 leituras)
15 áudios (1092 audições)
6 e-livros (1207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:31)
Alberto da Cruz