Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO LADO DE MIM MESMA, SÓ...

Percebo nitidamente, que estou só.
Sentada ao lado de mim mesma,
Estou só...
Sorvendo lentamente a solidão,
De ser só.
Estou curtindo, tranquilamente,
Serenamente,
O silëncio, de sentir-me só!
Posso sentir o silëncio,
Do pensamento a ausentar-se,
Para deixar-me, completamente só.


E, sem um pensamento seguer,
Posso dar asas, a minha imaginação.
De ser tremendamente só,
Assustadoramente só,
Tranquilamente só.


E estando só...
Posso dar asas, a minha imaginação.
Posso sonhar...Iludir-me, dar formas,
A minha imaginação...
Permito que meus olhos,
Como borboletas esvoaçantes,
Pousem em mil sonhos, multicores...
Permito-me, dar as mãos aos imprevistos,
Deixo que o ocaso fantástico,
Cristalizarem-se, no inconsciente!


E fico só, abraçada ao nada...
Pensando ter tudo.
Sentindo-me, terrivelmente,
Assustadoramente só!
E fico no silëncio do nada,
Olhando longe,
De como eu estou só.
AO LADO DE MIM MESMA, SÓ!


        LEINECY PEREIRA DORNELES
leinecy
Enviado por leinecy em 25/06/2005
Código do texto: T27737

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
leinecy
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 68 anos
239 textos (16771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:14)
leinecy