Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Braços Abertos...

É... Você me apareceu;
Sem me avisar nada;
E o que eu mais quero;
É que você possa;
Receber-me de braços abertos;
E sentir o calor;
Dos teus braços;
Do teu amor.

Não me importa;
Onde você está;
Ou se me importava;
Em não me magoar;
Em me fazer chorar;
Pensando em tudo que eu fiz;
E eu não fiz nada;
Apenas esse amor por ti que sinto.

Eu não quero te magoar;
Eu não quero te ver chorar;
Por isso eu não irei fazer nada;
Não quero diante de ti errar;
Não quero te ver sofrer;
Apenas viver;
Senta aqui ao meu lado;
E sinta o quanto estou apaixonado.

E eu não fiz nada;
Que pudesse te magoar;
Que pudesse fazer-te chorar;
Então quem errou;
Você me abandonou;
Da mesma forma que apareceu;
Você simplesmente se esqueceu;
Do meu amor.

Hugo Gonçalves Costa
poeta do silêncio
Enviado por poeta do silêncio em 31/10/2006
Código do texto: T278299
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta do silêncio
Carapicuiba - São Paulo - Brasil, 35 anos
84 textos (9106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:48)