Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu amor, Meu belo menino!

Ah! Como és lindo,
este teu andar pequenino
que tanto me fascina!

Esse teu olhar infantil,
que olha e finje não olhar,
que nele diz tanta coisa,
mas que finje não dizer, oculta;
 não deixa que sabemos o que diz no olhar!

Esse teu sorriso de criança que acabou de aprontar,
casto, doce... como se estivesse a espera de que alguém
 encontrasse o que aprontara!

Passaria o dia, horas a fitar essa imagem de criança travessa, linda!
Ficaria horas a fio, como um critico que observa a mais bela obra,
magnetizado por ela!
Esqueceria do mundo pra estar com você!

Embora doce como uma criança,
és homem de caráter, responsabilidade,
és um jovem já adulto que muito admiro..

Muito me encanta quando com esse jeitinho doce de uma criança,
mostra-se um perfeito homem.
Quando se arruma e sai pra trabalhar, que lindo!
Admiro a cada passo seu...

De nada adiantaria ter pra mim todas as constelações,
se o que ilumina minha noite é o seu sorriso...
De nada adiantaria ter toda alegria,
se ela de fato só teria sentido com você ao meu lado!
Aninha de Souza
Enviado por Aninha de Souza em 06/11/2006
Reeditado em 07/11/2006
Código do texto: T283726

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aninha de Souza
Sumaré - São Paulo - Brasil
80 textos (11113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:58)