Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TE AMAR ME DEU ASAS



Nossa que surpresa! Nasceram asas em mim!
Não sei como, e nem quando, só sei que foi assim.

Busquei na memória por algo diferente,
Mas lá só haviam marcas suas e dos momentos da gente.

Em todos os cantos pacotes e pacotes de juras de amor,
Alguns entremeados de suspiros orgasmáticos, outros de dor.

Nas paredes retratos de nós dois, juntos, inseparáveis.
No teto, estrelas florescentes representavam os beijos incontáveis.

Caminhando por minhas lembranças fui sorrindo, fui chorando.
De saudades, fui percebendo que meu coração estava descongelando.

Talvez não possa mais fisicamente te tocar,
E assim sem querer te amei o dobro, o triplo, um sem fim de multiplicar.

Neste momento vi que se pudesse nas nuvens estar,
Por breves momentos, por poucos segundos, pudesse te encontrar.

Eis que agora ganhei asas, um anjo deve ter me ouvido.
Preciso alçar vôo, te buscar, saciar um pouco do que sinto em teu corpo tão querido.

Nem tudo na vida é simples, mas sonhar vale a pena.
Quem sabe nos permitam sermos coadjuvantes em uma última cena?

Minha ousadia é um sem limite quando trata-se de te amar,
De tão intenso este amor fez um anjo me tocar.
Mary Rezende
Enviado por Mary Rezende em 17/11/2006
Código do texto: T293699
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Rezende
Goiânia - Goiás - Brasil, 49 anos
621 textos (29543 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:20)
Mary Rezende