Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser sem coração!

Os versos que declamo, são estúpidos
e difamantes.
Minha poesia é sofrível e anti-ética,
você reclama do meu jeito,
talvez me queira perfeito,
mas não vou ser,
todo mundo tem um defeito,
não se julgue perfito,
você não é não.
Não passa de um sujeito
que um dia eu amei.
Não sabe nem conjugar verbos torpes,
mas na arte de me fazer sofrer
você é campeão.
Não chore, não finja,
não acredito mais em você,
ser sem coração!

Gostou, então comente! Ou me add no msn:jeanfernandoh@hotmail.com
Donatello Abrantes
Enviado por Donatello Abrantes em 26/11/2006
Código do texto: T301863
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Donatello Abrantes
União da Vitória - Paraná - Brasil, 29 anos
37 textos (2968 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:47)