Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE DOCE DE AMORA

SEMPRE DOCE DE AMORA

 

POSSO BEBER DA TUA AGUA E COMER DO TEU PÃO

POSSO ME ENTREGAR A TUA VIDA E PERDER A RAZÃO

QUERO SENTIR SEU PERFUME JUNTINHO DO MEU

DESEJO A EMBRIAGUES DA FRAGANCIA DO MEU CORPO E O SEU

 

 

PRECISO TENTAR SER FELIZ VOU DIZER A VERDADE

NÃO TENTE SER ARROGANTE NÃO DE VEZ A VAIDADE

DEIXEMOS O NOSSO PASSADO E A NOSSA AMIZADE

QUERO VIVER ESSE AMOR COM MUITA INTENSIDADE

 

 

O QUE JA FIZ NO PASSADO A TI NÃO DEVE IMPORTAR

PODEMOS SEGUNDO A SEGUNDO,AMAR...AMAR...AMAR

O QUE FIZESTE NÃO SEI E NÃO VOU TE PERGUNTAR

DESDE QUE SEJAS SÓ MINHA O RESTO NÃO VAI PREOCUPAR

 

 

VEM QUE A LUA IMPERA NA NOITE LA FORA

VEM PROVAR DESTE SER QUE SIMPLESMENTE TE ADORA

DEIXA QUE EU SEJA MENINO E NÃO SE APAVORA

TU SERA PARA MIM SEMPRE O MEU DOCE DE AMORA

 

PI OANJODEFOGO
Enviado por PI OANJODEFOGO em 26/11/2006
Código do texto: T302167

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
PI OANJODEFOGO
Cabrália Paulista - São Paulo - Brasil, 54 anos
67 textos (3135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:07)