Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Galpão do amor

Galpão do amor
          Iára Pacini
 
Me espias de soslaio

 pelas frinchas do galpão,

 é noite de lua cheia,

 e eu a te esperar,

 me aquecendo em sentimentos...

 Ouço na cocheira um cusco

 fazendo alarido,

 avisando da tua chegada

 e eu muito matreira,

 a delirar torrentes de desejos contidos,

 no escuro do galpão te clamo:

- Amor,vem!

E meio doida e quase em torturas vulcânicas

 te imploro caricias,

e na cocheira de tantos gemidos,

aliviando sentimentos contidos,

o galo dá o estribilho,

 e nós em espirais de calor

através da pele,

 ficamos sim entorpecidos

de tantas emoções

e sensações idílicas,

nessa insana noite de amor

 

       Porto Alegre, 21/04/2006
Iára Pacini
Enviado por Iára Pacini em 27/11/2006
Reeditado em 24/08/2016
Código do texto: T302810
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iára Pacini
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
353 textos (29994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:16)
Iára Pacini