Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÁRCIA-HELENA CRESPA (i)

MÁRCIA-HELENA CRESPA (I)




Crespa Márcia - Helena
Encaracolada nova moça
Sorridente quando pequena
Tenho saudades... Ouça!
Minha crespa, mecenas
Vejo-te tão distante
Esguia e elegante perdiz
Tu és um sonho flutuante
Meu coração é quem diz
Sinto-te com os ventos
Ululando em minha janela
É tu minha flor-de-lis?

Será mesmo ela?
Que veio de longe do poente
No dorso alado e etéreo
Amazona crespa fielmente
Montada no zéfiro quente
Ó vento!
Venha me dizer
Como vai ela
Não agüento
Sem ela
Não sei o que fazer
Sou um poeta louquinho
Que roga aos céus e aos santos
Pra cobrir com os seus mantos
Os seus sagrados caminhos
Do teu poeta crespo
Com um beijo de mansinho

Eráclito Alírio



Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 28/11/2006
Código do texto: T303718
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 74 anos
889 textos (135236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:09)
Eráclito Alírio da silveira