Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISIONEIRA

Sou prisioneira da solidão
Que me assola neste momento
Quero vencer a distância
Que me separa de seu coração.

Prisioneira da melancolia
Que me deixa triste
por não ter você
Em meus braços, todo o dia.

Prisioneira da saudade
Onde lembranças estão presente
O tempo não tem idade,
E o passado volta a vida da gente.

Prisioneira do amor,
Suave,gentil, gostoso,
Desse amor fogoso
Que sinto por você!

Prisioneira de quem me cativou
Descreveu-me em versos
Amou e conquistou.
CIRCÉIA
Enviado por CIRCÉIA em 29/11/2006
Código do texto: T304351

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CIRCÉIA
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil, 59 anos
24 textos (1309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:48)
CIRCÉIA