Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

História curta

Era uma vez dois amigos
Amigos de algum tempo
Nunca imaginaram estar
Foi em uma noite muito louca
Que seus lábios se encontraram
Suas peles se encostaram
E o sentir se transformou
Noite longa essa
Onde os sorrisos e beijos eram embalados por conções
Despedida com gosto de quero mais
Mais então aconteceu
Madrugada sem rumo
No lugar das estralas
Lá os lábios tiverm seu reencontro
Paixão que dispertava
Interrompida por erros banais
Sonho perdido em outra noite
Feito dispertar
Os lábios que gostavam de se encontrar
Se perderam
Se calaram
Não mais estavam
Amizade voltou
Talvez nunca tenha ido embora
Mas aqui dentro
Bem no fundo restou fraguimentos
Dessas noites que em teus braços estava
Sentindo o que eu não sentirei jamais
Borboleta da noite
Enviado por Borboleta da noite em 30/11/2006
Reeditado em 30/11/2006
Código do texto: T305400
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Borboleta da noite
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 30 anos
320 textos (14225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:19)
Borboleta da noite