Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor é simplesmente assim

Intenso como um raio de sol
Manhã fria e pálida
Orvalho e furta-flor
Distante inalcançável – puro ar

Enxerga além, bem mais além
Verdade no sentir seria abstrato
Concreto, porém distante errante
De mim não sei

Mentiras vividas e sofridas
O amor é assim, escolhas incertas
Sentidos indefinidos, olhos sem visão
O amor é simplesmente assim

Como a vida como um sopro
No crepúsculo paira melancolia
Respiração ofegante coração apertado
O amor é simplesmente assim

Bálsamo que rejuvenesce, inocente e insano
Lembranças alegres outrora tristes
O amor é simplesmente assim
Distante inalcançável – puro ar
Natalino Oliveira
Enviado por Natalino Oliveira em 14/07/2005
Reeditado em 14/07/2005
Código do texto: T34188
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Natalino Oliveira
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil
29 textos (2315 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:43)
Natalino Oliveira