Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Flor do Eden

Lindas ervas e flores astrais
Arvores, frutas e lagos
Que alimentavam os animais
E dava inveja aos anjos alados

A minha vida era assim
Sozinho, em silencio calado
Eu era o Deus do jardim
Porem nunca fui venerado

Quando o sol no ceu brilhava
Eu me punha a passear
E na grama eu deitava
Pra ver as estrelas do luar

Mas um dia minha vida virou
Um tedio que parecia eterno
E o paraiso se transformou
Em um chato e frio Inferno

Eu ja não sentia o calor
Do dia que era quente
Minha alma so sentia dor
E o mundo era deprimente

Se já existisse a morte
Com certeza eu me mataria
Eu era um Deus mas não era forte
Sozinho eu não ficaria

E um dia quando eu dormia
Uma visita eu recebi
Na epoca eu não sabia
Mas uma costela eu perdi

Do sono então eu acordei
Unindo o corpo a mente
E foi ai que eu me deparei
Com uma figura diferente

Ela era a mais linda flor
Feita somente para mim
E meu longo periodo de dor
Finalmente chegou ao fim

Viviamos a passear
Nos dias frios e quentes
Nós aprendemos a amar
E conhecemos a Serpente

Ela enganou minha querida
Que logo me fez um pedido
Ela queria mudar nossa vida
Com o fruto Proibido

Eu aceitei radiante
Pensando no amor e no poder
E daquele dia a diante
Eu tive medo de morrer

Um Deus eu já não era
Mas virei o Lagarto Rei
E numa noite de Primavera
A doce Morte eu beijei

Mas de nada eu me arrependo
E nunca vou me arrepender
Eu aprendi vivendo
O doce beijo de morrer
Salomao
Enviado por Salomao em 24/07/2005
Código do texto: T37259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Salomao
Contagem - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
1 textos (53 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:10)