Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva.

O vento que uiva no vão da janela...
A chuva que refresca o verão...
Molha as paredes da casa singela...
E eu aqui na mesma solidão...
 
As gotas que caem brilhantes e sapecas...
Pulam nas poças que se formaram no chão...
Parecem diamantes, que vão formando peças...
Que irradiam meu coração...
 
O aroma de terra molhada...
A brisa morna que sai do chão...
As bicas d'água que são a alegria da criançada...
Que correm felizes numa tremenda confusão...
 
A chuva sessa e o sol aparece...
A saudade essa hora sempre aperta...
Queria poder aproveitar desse momento com você...
Pra alegrar essa tardinha gostosa que nos resta...
 
Tânia Santos
Enviado por Tânia Santos em 05/08/2005
Código do texto: T40387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
47 textos (2581 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:10)
Tânia Santos