Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Xadrez

Xadrez


De quando em vez tiro filipeta de peão
Avanço duas casas no começo
Mas depois vou com prudência
Lento vou seguindo
Até morrer nos seus braços.

Imagino-me um Bispo atravessando terras, oceanos...
Chegando de supetão diagonais
Para ter um beijo seu

Sendo eu uma torre
Construo uma ponte
Nos meus passos perpendiculares
Roubo você desse castelo
Com o meu cavalo
Leal, ligeiro
Te faço Rainha
Eu Rei
Fico preso nos seus encantos.
Xeque Mate.
Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 14/08/2005
Código do texto: T42559
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 41 anos
116 textos (5515 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:46)