Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eros & Tanatos

Ao te abraçar
O calor exala nosso odor
Dói pensar que morreremos
Ao te beijar a nuca
Fascina-me a curva que faz com o pescoço

Eu sofro
Por não ser mais o mesmo
E beijo com sofreguidão
Tua mão bondosa
Que me conforta
Fazendo-me grato e
Eu, viril disfarçado,
vôo contigo.

Belas paisagens, em Rufino.
Teu olhar me faz belo,
te levo a apreciar o cenário
Dum penhasco
Onde bela Gracie adormeceu
Para sempre.

Presentei-te com lingeries
E camaféus
Beijo-te a boca,
De cavanhaque invertido
Como o meu,
Ladeada pelas colunas
De tuas coxas
E me deixo lá ficar.

Brancas espumas
És Venus de Botticeli
Por que tudo acaba?
Alma, pra quê alma?

Quero que vele
Meu segredo
Do mêdo de morrer
Depois
Raferty
Enviado por Raferty em 26/08/2005
Reeditado em 30/10/2005
Código do texto: T45376
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raferty
Santos - São Paulo - Brasil, 58 anos
76 textos (12893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:55)
Raferty