Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vagabundo

Olhando para o mar
Lento,
Subtil,
Triste,
Esbranquiçado pela sua espuma
Percebi que a salvação já não tem lugar.

Com o brilho do sol
A bater em seu corpo...
Todos os homens esperam impacientemente
Que o homem caia do farol.

Apenas um vagabundo vagueava pela arena
Sem preocupações,
Sem medo de morrer.
Tudo o que tinha para sofrer
Já sofreu.
Viver de nada lhe valeu.


Miguel Nobre
Miguel Nobre
Enviado por Miguel Nobre em 29/08/2005
Código do texto: T45981
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Nobre
Portugal, 39 anos
4 textos (218 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:44)