Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DOR DO AMOR

Eu me sinto perdido
Desordenado
E quando a vejo com ele
Meus músculos param
Sem reação
Como se a dose de adrenalina fosse tão alta
A ponto de sentir cada célula do meu corpo
Entrar em colapso, simultaneamente.
Sinto como se entrasse uma faca no céu da minha boca,
Lentamente, sem qualquer tipo de anestesia.
Sem poder gritar, ou até mesmo chorar
Sinto que meu coração acelera além do esperado
Em ato desesperado, com o objetivo de para.
Para me poupar de presenciar tal cenário
Sinto, raiva, sinto ódio, sinto solidão, sinto estressado.
Sinto a vida diante das minhas mãos.
Mas como uma espécie de fantasma.
Não consigo alcançar
Sinto inveja, sinto a morte.
Me sinto, feio, gordo, burro, chato e imundo.
(como sono)
Me sinto um merda, um estressado,
Um verme e esquisitão
(como diz a música de Radiohead)
O que são quaisquer outros tipos de dores?
Comparado a esta...
...
Me sinto ferido e acabado. Um pobre coitado desprezado.
Me vejo um velho amargurado.
Por falta de uma vida sem cores
Sobrevivendo em um mundo preto e branco
De baixo de um manto,
Escondido.
Pior que amar e não ser correspondido,
É ver a história de amor da sua vida, ser protagonizado por outro.
Essa é a dor da alma
Essa é a dor de amor?
M KLAUS
Enviado por M KLAUS em 14/12/2013
Reeditado em 28/02/2014
Código do texto: T4611645
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
M KLAUS
Humaitá - Amazonas - Brasil, 24 anos
34 textos (4423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/14 04:57)
M KLAUS



Rádio Poética