Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Descartável

Os meus dias vão passando
Me sufocando
...
Estou de mãos atadas
E com o corpo amarrado
Torturado.

As lembranças viram presente,
Parecem reais
E tu, continuas ausente.
Não só de corpo
Mas também de mente.

Outros tentaram tomar o teu lugar
E eu me pergunto
Onde estás?

Eu tentei gritar!
Continuo a tentar!

Chorei...
Ainda choro.

Minhas palavras,
Minhas lágrimas,
Meu sentimento,
Meu sofrimento
Não serviram pra nada.

Tu continuas aí
Sem lembrar
De pensar em mim
Isso pode ser o fim.

Eu não quero que seja o fim
Mas pra ti sim.
Parece que sou ninguém
Sou objeto,
Descartável,
Não reciclável.

Olha pra mim
Não só como mulher
Mas como sentimento.
Sei que em nenhum momento
Tu parou pra pensar
Que eu posso gostar.

Quando estás comigo
Não precisa beijar,
Nem falar,
Apenas tocar...
Fazer um carinho...

Viver o momento...
Olhar nos olhos
E conseguir ver,
Entender.

Que eu só quero ser lembrada,
Não usada
E sim amada.

13.02.2002 – 12:49AM
Fabby Poetsch
Enviado por Fabby Poetsch em 01/09/2005
Código do texto: T46794
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fabby Poetsch
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 32 anos
12 textos (2438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:15)
Fabby Poetsch