Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inacabado

Poesia nua
Espaços vazios
Gosto amargo
Solidão ausente...
da presença tua

Poesia crua
Labirintos estreitos
Voz calando
Gemendo angústias
De um corpo apagado

Poesia tua
Canção suave de um
triste fim inacabado
Cirlene Fernandes
Enviado por Cirlene Fernandes em 04/09/2005
Código do texto: T47655
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cirlene Fernandes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
10 textos (488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:27)
Cirlene Fernandes