Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amo o amor

Eu te aguardo com aflição
Enquanto meu peito devora minha alma
Suas mentiras são tão sinceras
O meu amor é minha própria cela

Feliz é o homem que jamais se entregará
Eu amo o amor da maneira mais vulgar

Minha boca se confunde com a sua
Seu desejo é farsa elegante e confusa
Nua em pêlo, meus olhos seus cabelos
Seu perfume amargo, minha glória e desespero.

Feliz é aquele que não conhece a despedida
Eu amo o amor da maneira mais sofrida

Palavra eterna se desfaz em um segundo
Parece doença meu anseio é mais profundo
Amor e Ódio caminham sempre unidos
Fico excitado com a chegada do perigo

Feliz é aquele que se entrega loucamente
Eu amo o amor sou um eterno delinqüente
Thiago Martins Florêncio
Enviado por Thiago Martins Florêncio em 06/09/2005
Código do texto: T48136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Martins Florêncio
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
2 textos (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:34)
Thiago Martins Florêncio