Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VESTIDA DE DEUSA

O meu amor tem um dom
Que outras mulheres não têm
Pois tudo que ela veste
Tudo lhe cai bem!

Se ela veste chita,
Chita de um vintém,
Depois que ela veste,
A chita vale cem!

Comprei-lhe um vestido,
Vestido da “nega maluca”.
Disse-lhe: isto é um presente
Que comprei com muita luta!”

Ela  alegre, sorridente
Disse: “é uma roupa do oriente
Que me trazes de presente
Pra dançar a dança do ventre?”

Era um vestido estampado,
com flores alegres pintado
mas de tecido ordinário.
Foi tudo que pude comprar
pois estava arruinado!

Ela recebeu a oferenda
como quem recebe ouro,
Guardou no seu armário
Cuidando como um tesouro!

As amigas curiosas
Queriam ver o presente.
Disse ela com voz airosa:
“Não sejam salientes!
Vou usar no aniversário.”

O dia da festa chegou
Tinha muitos convidados.
A casa todo em festa
Parecia mais um reinado!

Vestida de carmesim
Minha rainha apareceu,
Desfilando formosura,
Aplaudida pelos plebeus!

A chita exuberante
Em seu corpo se excedeu
Parecia mais uma seda
E muito me envaideceu!

É assim o meu amor
Alegre e cativante,
Luz que me ilumina,
Eterno semblante
De menina
Como Deus a concebeu.
aroldo camelo de melo
Enviado por aroldo camelo de melo em 15/09/2005
Código do texto: T50684
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
aroldo camelo de melo
Brasília - Distrito Federal - Brasil
13 textos (862 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:10)