Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu sei que sou louco


Sim, reconheço, eu sei que estou ficando louco,
Em meus poucos momentos de lucidez eu o vejo
e te dou razão – estou ficando cheio de manias,
falando sozinho, conversando com as estrelas,
divagando, com o olhar perdido no espaço....

Como não reconhecer que assim fiquei, muito e não pouco,
ansiando por teus carinhos, chorando por teus beijos,
pedindo que me abraces e aqueças nestas noites frias,
clamando por tua presença e tua voz, e ao não tê-las,
pedindo, implorando, até mesmo por um furtivo abraço...

Mas como não enlouquecer se me enlouqueces de ciúmes,
ofereces, negas, escondes, apresentas, insinuas
e, quando corro para teus braços, como o teu perfume,
te esvais no ar, lépida, transparente, linda, semi-nua ...

E me deixas abraçado ao vácuo, a revirar na cama,
sentindo ainda, nos lençóis, de teu corpo, o calor,
e somente após tanto me torturar, reacendes a chama,
levas-me ao infinito e me enlouqueces neste louco amor.

Sim, eu me sinto irremediavelmente louco, louco varrido,
mais que nunca, tantã, matusquela, pirado, demente,
capaz das maiores e de todas as loucuras do mundo
que em sua loucura, um dia, um louco pôde imaginar...

E, o que é pior, talvez assim eu sempre o tenha sido,
louco total, louco desvairado, louco fremente,
para sempre, convicto, desde que te vi e a cada segundo,
irremediavelmente louco - louco por tanto te amar...
LHMignone
Enviado por LHMignone em 21/09/2005
Reeditado em 09/10/2013
Código do texto: T52478
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LHMignone
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil
1319 textos (200553 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:40)
LHMignone