Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Juventude perdida

Meu filho, quando te vejo assim errante,
Perdido pelos descaminhos de tua vida,
Vejo-me, mesmo que por breve instante,
Em meu tempo de juventude ora perdida.
Bem sei, eram tempos bem diferentes,
Em que  ainda se acreditava no amor,
Em que se cativava coração e mentes,
E que os canhões se calavam ante a flor.

Embriagado, mas pelos beijos da mulher querida,
Tragando de seu corpo o perfume, abraçados,
Sorvendo seu néctar, essência da própria vida,
Não "ficando", mas voando pelo infinito enlevados.
Êxtase não era química, era um real sentimento,
Embalados por rocks, blues, MPB, bossa nova,
Movidos por causas, sonhos, ideais, por momentos,
Morriamos por amor, nós o tinhamos a toda prova.

Nossas amadas eram musas, cantadas em versos,
Não como cachorras, chuchucas ou eguinhas pocotós,
E quando juntos cavalgávamos por todo o universo,
Em nossa dualidade éramos uno, não estávamos sós.
E quando hoje os vejo, assim tão perdidos, sem rumo,
Embrenhando-se por descaminhos de insana vida,
Busca inútil fora de si mesmos, onde inexiste prumo,
Meu Deus ... quanta tristeza... pobre juventude perdida!
LHMignone
Enviado por LHMignone em 21/09/2005
Código do texto: T52495
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LHMignone
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil
1319 textos (200752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:10)
LHMignone