Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Navalha de Insensibilidade


Não me olhes assim! Quebrou-se o encanto
Agora não passas de mulher da vida
A alma de princesa foi sucumbida
Quando te desfloraram em algum canto...

À minha indiferença tu reages com espanto?
Ora, o que esperavas? Insidiosa prostituída
Em minha alma abriste uma ferida
E meu coração condenaste ao pranto!

Termine o que começou, criatura vulgar!
Com tua navalha de insensibilidade, rasgue meu peito,
Mate-me com as flechas de teu imundo olhar...

Tu és os restos que os vermes humanos consomem
Do que outrora fora uma mulher de respeito
E que agora é devorada com desacato, por qualquer homem...
Solfieri Jr
Enviado por Solfieri Jr em 21/09/2005
Código do texto: T52550
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Solfieri Jr
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
34 textos (5523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:38)
Solfieri Jr