Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulheres

Ah, seres insondáveis...
Seres acessíveis, mas inescrutáveis...
Seres impossíveis, desafiantes de leis.
Da natureza,
do tempo,
da gravidade,
da lógica,
de Murphy.
Tudo que se sabe sobre as mulheres
Cabe na palma da mão de uma delas,
E sobra espaço para todos os homens da terra.

Ah, seres insubstituíveis...
São todas em uma, uma em todas
(E nenhuma nos pertence).
São tão perfeitas,
Que encerram em si todo o erro.
E mesmo após todo o erro, exalam a perfeição
Em cada poro,
Em cada respiro,
Em cada suspiro.

Nascemos delas,
Nos alimentamos delas,
Somos formados e feitos por elas,
É de se estranhar este eterno retorno?
É de se censurar esta tamanha vontade?
É de se contrariar este esperado encontro?
Talvez a complexidade do mundo
Tenha nos pego de surpresa,
Mas quanto mais sabemos do mundo,
Menos sabemos de nós...
E quanto mais sabemos da vida,
menos saberemos delas.

Pois elas são o mistério,
Ainda que encerrem toda a verdade
dentro dos seus olhares,
Pobres de nós, que ainda não aprendemos
a decifrar aquele olhar.
E que atire a primeira pedra
Aquele que nunca tentou.
E que como todos os outros,
Depois de mais ou menos tentar, falhou.
E caiu.
Nos braços dela,
Extenuado, exaurido.
Mas em comunhão com o universo.
E feliz.
Odemilson Louzada Junior
Enviado por Odemilson Louzada Junior em 26/09/2005
Código do texto: T54140
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Odemilson Louzada Junior
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 42 anos
299 textos (13660 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:21)
Odemilson Louzada Junior