Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

amor amigo

do que resta de um amor igual ao nosso
não pode uma amizade florescer
é justo que tu quiseras mas não posso
depois de amar-te tanto apenas te querer.

muito embora acabamos sem um gesto, uma briga
ou palavra de rancor, jamais poderia chamar-te amigo
pois outrora chamei-te meu amor.
nem tao pouco, apertar indiferente, sem cair em
uma grande emoção, a mão que esmagava a minha mão.
mari
Enviado por mari em 28/09/2005
Código do texto: T54635
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
mari
Curitiba - Paraná - Brasil, 64 anos
3 textos (806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:59)