Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da lembrança

Para a amada distante.

Se a distância de ingrata nos separa,
A tristeza me persegue noite adentro,
Se a solidão desolada me sufoca,
Tua lembrança me aplaca o sofrimento.

Sonho sentir o teu corpo junto ao meu,
Da costela fostes feita minha Haváh,
Quero tocar o calor dos lábios teus ,
Escuto sinos em campanas badalar.

És aquela que o Eterno Deus me deu,
Para caminhar junto pela eternidade,
Viver comigo e embalar os sonhos meus.

Presente vindo por bondade lá dos céus,
Me fostes dada pelo Dono da verdade,
Sei que és minha e também que eu sou teu.


Do livro Lembranças 2ª edição.UBE/PE,Recife 2005,p.104.

PS: Todos os meus poemas estão devidamente registrados no escritório de direitos autorais da Fundação Biblioteca Nacional/Rio de Janeiro/Brasil




odmar braga
Enviado por odmar braga em 07/10/2005
Reeditado em 07/10/2005
Código do texto: T57531
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
odmar braga
Paulista - Pernambuco - Brasil, 64 anos
29 textos (23898 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:35)
odmar braga