Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUSA ENCOBERTA


Raio de sol que brilhou na minha adolescência.
Luar prateado minhas noites iluminava.
Pois em ti esses luzeiros se fundiam
Mas ficaram encobertos por longos anos.

Seu calor já não mais sentia
Seu prateado não cobria mais meu corpo.

Nuvens tenebrosas se dissolveram no espaço
Seu calor ofuscante voltou a aquecer meu corpo
Seu ton prateado envolveu todo meu ser.

Minha vida sentiu um novo despertar
Qual flor que desbrocha em uma nova primavera.

Novas nuvens te encobriram minha deusa
Novamente te escondeste por trás delas
Dia sem sol, noite sem lua,
Só a luz difusa continuou tenuemente iluminando meu ser

Fujam nuvens, dissolvam seu manto tenebroso!
Faça-se novamente azul o céu que nos abriga.
Surja novamente a primavera colorida.
Que eu volte a sentir calor e brilho nesta vida,
Que minha deusa se apresente em todo seu fulgor.

 
13.12.2003

Tadeu Costa
Enviado por Tadeu Costa em 10/10/2005
Código do texto: T58578
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Costa
Recife - Pernambuco - Brasil, 73 anos
97 textos (7724 leituras)
2 e-livros (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:27)
Tadeu Costa